Educação Inclusiva

Como trabalhar com a ansiedade das mães em relação à aprendizagem dos alunos com necessidades especiais?

Devemos levar em conta que todos os pais nutrem expectativas em relação ao desempenho escolar e o aprendizado de seus filhos, tendo eles deficiência ou não. Tratando-se de familiares de pessoa com deficiência alguns elementos podem potencializar esta ansiedade, em especial a falta de informação e, em alguns casos, a frágil relação de confiança estabelecida entre eles e a instituição de ensino, que muitas vezes ressalta muito mais “faltas” e “dificuldades”, do que relatam as experiências de sucesso deste filho. Portanto, é fundamental construir juntos (escola e família) a expectativa em relação ao trabalho da escola compondo responsabilidade, e reconhecendo os potenciais do aluno, a fim de gerar segurança a equipe escolar e a família na execução de sua tarefa. Por consequência a família estará mais aberta para receber orientações, no trabalho desenvolvido pela escola, diminuindo sua ansiedade e participação. É necessário estabelecer uma relação de confiança acolhendo dúvidas e angústias das mães com apoio técnico e profissional necessário. Compartilhar informações sobre limites e possibilidades dos alunos com a família, dar feedback, auxilia todos os envolvidos a trabalhar com a realidade do aluno. Sendo assim, a relação dos profissionais com os familiares deve ser sempre de cooperação, em que os objetivos a serem alcançados e as decisões a serem tomadas devem ser discutidas entre todos os envolvidos. Os profissionais deverão esclarecer e reportar a família todos os passos da rotina escolar e de que forma ela ocorrerá em relação às necessidades do seu filho.

PERGUNTE
VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:

Nós utilizamos cookies para melhorar sua experiência ao navegar por nosso site. Ao continuar utilizando nosso site, entenderemos que você concorda com nossa Política de Privacidade.