Inclusão Econômica

Qual o papel da instituição que prepara jovens para o mercado de trabalho, quando se depara com um jovem capaz e a família nega seu encaminhamento em virtude de receber BPC-LOAS?

O papel da instituição que prepara jovens para o mercado de trabalho é a de realizar a formação das pessoas com deficiência melhorando sua qualificação profissional e estimulando seu retorno a escola. Orientar as famílias é fundamental para garantir o pleno direito de inclusão social para estes jovens, trabalhando com a ansiedade e a baixa expectativa dos pais em relação a independência e a inserção de seus filhos no mercado de trabalho. Devemos reconhecer que é a família, junto com este jovens que deverá avaliar e estabelecer esta escolha de competir no mercado de trabalho. Portanto cabe aos profissionais das instituições de qualificação profissional, disponibilizar informações que auxiliem neste processo, tornando a família aliada nesta conscientização de que com a Lei Federal 8213/91 – a Lei de Cotas, a pessoa com deficiência pode ter uma carreira profissional plena, com realização e remuneração compatível com a qualificação e a função exercida, e informá-la de que o BPC- LOAS hoje é um beneficio reversível, que poderá ser acessado como um seguro desemprego. Também devem ser informados que esse processo está sujeito à processos burocráticos.

PERGUNTE
VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:

Nós utilizamos cookies para melhorar sua experiência ao navegar por nosso site. Ao continuar utilizando nosso site, entenderemos que você concorda com nossa Política de Privacidade.